Menu mobile

Ajude o metabolismo a te ajudar

Ajude o metabolismo a te ajudar

23, maio, 2016

Emagrecer é simples: basta gastar mais calorias do que consumir.

Na teoria tudo bem. O fato é que, de acordo com a genética, a queima ocorre com mais facilidade para uns do que para outros.

Mas, se o seu metabolismo anda preguiçoso é possível dar uma mãozinha para ele por meio de atividades simples, que ajudam a acelerar o gasto energético. Confira quais são elas:

No cotidiano
Até dormindo queimamos calorias. Isso acontece por que o chamado metabolismo de repouso ocorre enquanto o corpo desenvolve atividades comuns como as funções cardíacas e a respiração.

Assim, ter uma noite feliz é fundamental, uma vez que se não dormirmos em média oito horas o corpo terá, por exemplo, uma deficiência na produção de cortisol, hormônio que influencia na concentração da gordura abdominal e ajuda a manter os níveis de açúcar no sangue e a pressão arterial.

Além disso, ele atua no controle do estresse, sensação que pode fazer com que a comida se torne uma forma de descarregar emoções.

Na alimentação
Pode parecer incrível, mas comer é uma das melhores formas de emagrecer.

Esse fato, que parece contraditório, se explica por conta da termogênese alimentar, que faz com que o organismo queime calorias para realizar a digestão.

E já que é possível mantê-lo ativo mesmo sem atividade física, é sempre recomendável comer em pequenas porções a cada três horas, o que faz com que o metabolismo trabalhe de maneira constante, rápida e eficiente.

Por outro lado, o jejum é bastante prejudicial, uma vez que se você ficar muito tempo sem comida há a tendência de exagerar na próxima refeição. Além disso, o corpo irá se acostumar mal e tentar acumular o máximo de energia possível.

Dessa forma, é aconselhável que o café da manhã jamais seja pulado, já que quando dormimos passamos aproximadamente 8 horas em jejum e se prorrogarmos ainda mais esse tempo o rendimento ao longo do dia será mais lento. Por isso, o ideal é quebrar esse período sem comida com frutas, fibras e proteínas, que exigem um esforço maior para serem digeridas, consumindo mais calorias e elevando a atividade metabólica, diferentemente dos carboidratos e gorduras, que são digeridos rapidamente.

Nos exercícios
Se na alimentação a gordura não colabora, no corpo também não.

Por isso, a musculação é altamente recomendada, uma vez que uma das suas consequências é substituir a gordura por massa magra e como o músculo é o tipo de tecido que mais precisa de energia ele fará com que quanto mais músculos o corpo tiver, mais energia gaste.

E para que o metabolismo esteja mais acelerado enquanto se pratica exercícios físicos é importante usar a estratégia de alternar atividades de alta, média e baixa intensidade, mantendo assim a queima de calorias mesmo nos exercícios mais leves, que fazem com que você descanse e, ao mesmo tempo, mantenha o metabolismo ativo e acelerado.